Digite a senha



Digite a senha



O que deseja fazer?



Recuperação de senha



Seqüelas Neuromotoras em Crianças com Tumores Intracranianos e a Atuação da Fisioterapia

Você está localizado em: Home » Artigos » Seqüelas Neuromotoras em Crianças com Tumores Intracranianos e a Atuação da Fisioterapia



Muitas vezes somos surpreendidos com um diagnóstico de tumor intracraniano em crianças.

Tal situação provoca, naturalmente, diversos questionamentos. O que vai acontecer? Como meu filho(a) ficará? Irá andar? Brincará normalmente? Quais as dificuldades futuras que encontrará? Seu desenvolvimento ficará comprometido? Terá seqüelas?

Mas somente profissionais especializados poderão esclarecer todas as dúvidas e angústias poderão ser minimizadas. Esses mesmos profissionais também auxiliarão no tratamento da criança.

O fisioterapeuta está entre os profissionais que poderá não só orientar, mas, também, auxiliará no tratamento da criança. Cada caso exige análise cuidadosa, para que possa ser aplicado tratamento adequado, em função de eventual seqüela, com o objetivo de se trabalhar na melhora e evolução da independência da criança.

Registre-se, desde logo, que o tratamento sempre dependerá da localização do tumor. Não há regra e tratamento único.

À título de exemplo, podemos citar os casos em que a criança apresenta dificuldades em realizar algumas atividades com um lado do corpo, não conseguindo levantar um brinquedo com uma das mãos. A criança poderá, também, apresentar quedas freqüentes se estiver com fraqueza muscular.

Em ambos os casos deverá ser feito acompanhamento ambulatorial onde serão realizados exercícios para equilíbrio e força muscular. Os pais também serão orientados a praticar exercícios em casa, atividade que traz bons resultados e efetiva melhora da criança. Nesses casos, quando autorizado pelo médico, será trabalhado o equilíbrio, podendo se colocar a criança para brincar no balanço ou andar sobre uma tábua estreita com um pé a frente do outro. Todas as atividades deverão acontecer de forma lúdica, dependendo da idade da criança. Lembrando sempre de seguir a orientação médica e do fisioterapeuta.

Para os casos mais graves em que as crianças possam até parar de andar outros cuidados serão necessários podendo ser exigido algum auxílio para a locomoção.

Nossa quanta coisa e agora???? Não se desespere é para isso que existem os fisioterapeutas. Eles ajudarão muito em todas as fases do tratamento.

Durante a quimioterapia é muito comum ocorrer a fadiga muscular que poderá ser minimizada na realização de alongamentos musculares e exercícios orientados pelo profissional.

Em alguns casos e até como parte do tratamento a criança poderá passar por procedimento cirúrgico e ficará mais debilitada devido a internação. Quando isso ocorre é de suma importância que a criança não permaneça quieta no leito. Importante lembrar que as crianças precisam ser estimuladas o tempo todo!!!! Sendo assim, recomenda-se deixar a criança mais sentada, para evitar complicações respiratórias, além de fazer atividades leves durante o tempo que permanecer hospitalizada. Lembrando sempre que existem restrições conforme cada caso.

Brincadeira simples e divertida para melhorar a parte respiratória é a famosa bolinha de sabão, pois a criança adora assoprar a bolinhas e, sem perceber, estará fazendo exercício. Como é bom brincar se exercitando!!!!

Durante a fase de recuperação é importante a criança ser acompanhada também em ambiente ambulatorial, lugar que serão realizados diversos exercícios e estimulações buscando a independência e melhora do estado geral, principalmente da parte física da criança. Toda estimulação e exercícios serão planejados conforme a fase de desenvolvimento de cada criança, respeitando sempre seus limites!

Enfim, é extremamente importante para a criança que ela seja acompanhada por um fisioterapeuta durante toda a fase de tratamento e muitas vezes após o término do tratamento oncológico visando sempre independência, menores seqüelas possíveis, permitindo, na medida do possível o ambiente mais favorável conforme a idade.

Cabe sempre lembrar: é uma criança e precisa brincar!!!!!


Daniela Saraiva, Fisioterapeuta
Mestre em Oncologia pelo Hospital do Câncer A.C. Camargo
Especialista em UTI neonatal e Pediatria pela FMUSP
Especialista em Fisioterapia Respiratória pelo Hospital do Câncer ? A.C. Camargo.
http://www.reabilitacaopediatrica.com.br

Artigos relacionados


Newsletter

Preencha seu e-mail e receba as novidades do Instituto Oncofisio em seu e-mail!

© 2010/2018 - Oncofisio: Todos os Direitos Reservados

O conteúdo deste site tem objetivo estritamente informativo. Em hipótese alguma substitui a consulta ou tratamento médico e fisioterapêutico.

Em caso de dúvida, procure seu médico ou fisioterapeuta.

Endereço: Rua Joaquim Távora, 303 - Vila Mariana (CEP: 04015-000) - São Paulo - SP

Telefone: (11) 3255-4727