Digite a senha



Digite a senha



O que deseja fazer?



Recuperação de senha



Área do aluno

Junho Laranja estimula cuidados com a leucemia

Você está localizado em: Home » Notícias » Junho Laranja estimula cuidados com a leucemia



08/06/2020

 

Quase 11 mil novos casos de leucemia serão diagnosticados neste ano, segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer). A campanha Junho Laranja foi instituída para estimular os cuidados com a enfermidade. “Por enquanto, a ciência não tem uma resposta completa do motivo de alguns pacientes desenvolverem a leucemia e a maioria dos casos não pode ser evitada, mas o tabagismo aumenta o risco de um dos tipos da doença”, explica Ramon Andrade de Mello, médico oncologista, professor da disciplina de oncologia clínica da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e da Escola de Medicina da Universidade do Algarve (Portugal).

Os pacientes com leucemia apresentam acúmulo de células doentes na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais. “Com a diminuição dos glóbulos brancos, a imunidade do paciente vai diminuir e ele estará sujeito a infecções. Além disso, pode ocorrer sangramentos, mais comuns nas gengivas e pelo nariz, e manchas roxas na pele”, explica o professor da Unifesp.

Entre outros, é sintoma da doença a presença de gânglios linfáticos inchados sem dor na região do pescoço e das axilas. O paciente pode ainda apresentar febre ou suores noturno, perda de peso sem motivo aparente, além de desconforto abdominal. “Mesmo que não apresente esses sintomas, é importante uma visita periódica ao médico para exames de rotina, que podem indicar alterações no organismo. A prevenção é a melhor maneira de evitar doenças, como a leucemia, em momentos que ela já avançou”, recomenda o oncologista.

Sobre Ramon Andrade de Mello

Oncologista clínico e professor adjunto de Cancerologia Clínica da Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Ramon Andrade de Mello tem pós-doutorado em Pesquisa Clínica no Câncer de Pulmão no Royal Marsden NHS Foundation Trust (Inglaterra) e doutorado (PhD) em Oncologia Molecular pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (Portugal).

O médico tem título de especialista em Oncologia Clínica, Ministério da Saúde de Portugal e Sociedade Europeia de Oncologia Médica (ESMO). Além disso, Ramon tem título de Fellow of the American College of Physician (EUA) e é membro do Comitê Educacional de Tumores Gastrointestinal (ESMO GI Faculty) da Sociedade Europeia de Oncologia Médica (European Society for Medical Oncology – ESMO), Membro do Conselho Consultivo (Advisory Board Member) da Escola Europeia de Oncologia (European School of Oncology – ESO) e ex-membro do Comitê Educacional de Tumores do Gastrointestinal Alto (mandato 2016-2019) da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (American Society of Clinical Oncology – ASCO).

O oncologista é do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital 9 de Julho, em São Paulo, SP, e do Centro de Diagnóstico da Unimed (CDU), em Bauru (SP).

Fonte: ABC do ABC

Notícias relacionadas


Newsletter

Preencha seu e-mail e receba as novidades do Instituto Oncofisio em seu e-mail!

© 2010/2020 - Oncofisio: Todos os Direitos Reservados

O conteúdo deste site tem objetivo estritamente informativo. Em hipótese alguma substitui a consulta ou tratamento médico e fisioterapêutico.

Em caso de dúvida, procure seu médico ou fisioterapeuta.

Endereço: Rua Joaquim Távora, 303 - Vila Mariana (CEP: 04015-000) - São Paulo - SP

Telefone: (11) 3255-4727