Digite a senha



Digite a senha



O que deseja fazer?



Recuperação de senha



Exercícios miolinfocinéticos (descongestivos)

Você está localizado em: Home » Exercícios miolinfocinéticos (descongestivos)



Vamos entender bem o que significa essa palavra: Mio= músculos, linfo= sistema linfático e cinéticos= movimento. Exercícios miolinfocinéticos são exercícios que visam maximizar os efeitos de drenagem propiciados normalmente pelas bombas musculares, articulares e respiratórias. Então nada mais é que a ativação do sistema linfático através de exercícios por movimento, sejam eles musculares ou respiratórios.

O fluxo de linfa através dos vasos linfáticos é auxiliado pela ação mecânica dos músculos, articulações e alguns órgãos. Quando um músculo se contrai ele aperta o vaso linfático massageando-o. Desse modo os exercícios miolinfocinéticos agem diretamente sobre as estruturas linfáticas, estimulando a motilidade do sistema linfático.

Os vasos linfáticos se prendem nos tecidos circundantes abaixo da pele através dos filamentos de ancoragem, o que faz com que os movimentos articulares, alongamento e contrações musculares produzam estímulos de estiramento desses filamentos. Quando os filamentos são estirados e abertos, mais liquido é drenado para dentro do vaso linfático o que favorece a circulação dos fluidos.

Os exercícios respiratórios cumprem o mesmo papel, através das alternâncias de pressões intratorácicas e intraabdominais. Como os vasos linfáticos (tronco linfático e ducto torácico) desembocam dentro da caixa torácica, os vasos sofrem influência da pressão negativa torácica. Desse modo, é como se algo sugasse centripitamente o líquido linfático, promovendo o fluxo linfático. Enquanto a linfa está fluindo para o ducto torácico, o efeito de sucção drena mais linfa das extremidades inferiores em direção ao tórax.

A imobilidade é prejudicial para o linfedema, pelos motivos que já citamos acima, mas por outro lado, exercícios muito intensos e vigorosos devem ser evitados, pois fazem vasodilatação e hiperemia e podem piorar o inchaço.

Os exercícios são escolhidos para favorecer a drenagem da região afetada pelo edema e em função das limitações apresentadas pelo paciente. Exercícios que estimulam uma boa contração muscular são bem vindos. Por exemplo, ao invés de fazer uma corrida no plano, opte por caminhar em declives ou rampas. Suba e desça escadas. Outros exemplos de exercícios miolinfocinéticos são a bomba de panturrilha, onde deve-se ficar na pontas do pés. Movimentos circulares nas articulações do tornozelo, ombros e punhos e de vai e vem com os pés são válidos. Apertar bolinhas com as mãos também. Diversos exercícios do pilates, yoga, tai chi entre outras técnicas são exercícios miolinfocinéticos, a dose correta dos mesmos deve ser determinada na prática clínica pelo seu fisioterapeuta especialista.

Jaqueline Munaretto Timm Baiocchi
Mestranda em Oncologia- subárea linfedema pelo A.C. Camargo Cancer Center
Especialista em Fisioterapia Onco-funcional pela ABFO-COFFITO
Especialista em Fisioterapia Oncológica e Hospitalar pelo A.C Camargo Cancer Center
Formação Internacional em terapia linfática
Especialista em Saúde Baseada em Evidência pelo Hospital Sírio Libanês
Especialista em Saúde da Mulher pela USP
Especialista em Acupuntura pelo CBES
Especialista em Fisioterapia Respiratória e UTI pelo A.C. Camargo Cancer Center
Coordenadora científica e de ensino do portal Oncofisio
Diretora da clínica Fisio Onco www.fisioonco.com.br 

Newsletter

Preencha seu e-mail e receba as novidades do Instituto Oncofisio em seu e-mail!

© 2010/2017 - Oncofisio: Todos os Direitos Reservados

O conteúdo deste site tem objetivo estritamente informativo. Em hipótese alguma substitui a consulta ou tratamento médico e fisioterapêutico.

Em caso de dúvida, procure seu médico ou fisioterapeuta.

Endereço: Rua Joaquim Távora, 303 - Vila Mariana (CEP: 04015-000) - São Paulo - SP

Telefone: (11) 3255-4727

Desenvolvido por:

Grupo Uebtech - Soluções Empresariais